Marcos Brambilla, presidente da Fetaep| Foto: Giovani Ferreira

O acesso da agricultura familiar ao mercado consumidor começa a ser enfrentado no Paraná a partir de soluções compartilhadas. Com o apoio do Sebrae, a Federação dos Trabalhadores Rurais Agricultores Familiares do Estado do Paraná (Fetaep) desenvolve um projeto inédito de orientação e capacitação do pequeno produtor para identificar e trabalhar parcerias e oportunidades mercadológicas.

Essa é sua matéria grátis do dia. Assine agora e tenha acesso ilimitado.R$ 0,99 no 1º mês

O assunto ganhou
destaque durante a posse da nova diretoria da Fetaep, na ultima terça-feira (22),
em Curitiba, como um dos grandes desafios da gestão 2019/2023. “Vamos
construir estratégias em cima das principais demandas regionais. Em cada região
do Paraná, nossos técnicos estarão dialogando com as realidades locais e construir
as oportunidades para que a produção chegue aos mercados mais exigentes”,
explica Brambilla.

Presente ao evento, o governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou um projeto piloto em linha com a estratégia da Fetaep. O chefe do Executivo antecipou que em 2020 as escolas estaduais das 50 cidades mais pobres do Paraná servirão três merendas por período escolar. “Isso aumentará em R$ 160 a R$ 200 milhões que iremos colocar na agricultura familiar para comprar a merenda dessas escolas. Essa iniciativa ajudará a criar empregos, aumentar a renda do agricultor, ampliar a produção e, com isso, gerar mais riqueza ao estado”.

Fonte Oficial: Gazeta do Povo.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Boletim Concursos.

Comentários