Último concurso TRE RS aconteceu em 2015, ofertando 16 vagas

O Tribunal Regional Eleitoral do estado do Rio Grande do Sul possui, atualmente, 23 cargos vagos. Sob organização do Cespe, o último concurso ocorreu em 2015, onde foram oferecidas 16 vagas entre os cargos de Analista Jurídico e Técnico Jurídico, juntamente com formação de cadastro de reserva.

O concurso só vence em 2020, mesmo assim, criamos esse artigo com detalhes importantes para você que está pensando na Justiça Eleitoral a longo prazo. Neste artigo você encontra orientações e informações sobre o próximo concurso TRE RS. São informações como:

  1. Status atual do concurso TRE RS
  2. Cargos vagos
  3. Requisitos dos cargos
  4. Atribuições dos cargos
  5. Remuneração e Benefícios
  6. Último concurso TRE RS
  7. Etapas do concurso TRE RS
  8. Provas
  9. Disciplinas cobradas
  10. Concorrência
  11. Nomeações e Posses

1. Status atual do concurso TRE RS

O Tribunal Regional Eleitoral publicou em março de 2018, uma portaria que prorrogou o prazo de validade de último concurso do órgão para março de 2020. Mesmo sem nenhum concurso em vista, pensar na Justiça Eleitoral a longo prazo é o ideal nesse momento. Por mais que as nomeações estejam suspensa, a realização de novos concursos para os TRE’s podem voltar acontecer, e nós vamos explicar.

Em 2017, uma portaria publicada pelo Tribunal Superior Eleitoral suspendeu os provimentos de vagas e impediu novas nomeações de servidores para cargos efetivos na Justiça Eleitoral. Isso se fez em cumprimento à Emenda Constitucional nº 95, de dezembro de 2016, que institui o regime fiscal no país.

Porém, em 13 de julho de 2018, a Portaria nº 574 criou exceções para que os Tribunais voltassem a nomear. Esta regra se aplica a sempre que um servidor de TRE pedir exoneração, for demitido ou tomar posse em cargo inacumulável, tenha sua vaga será liberada, podendo ser ocupada por outra pessoa. Dessa forma, cargos que ficarem vagos a partir de abril de 2018 podem ser ocupados.

Na mesma portaria, o TSE listou as Unidades da Federação que possuíam, naquela ocasião, cargos vagos que poderiam ser providos. O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul tinha três em aberto e poderia prover novos servidores para o quadro pessoal. Entre os cargos, 1 para Analista Judiciário e 2 para Técnico Judiciário.

2. Cargos vagos

O levantamento mais recente disponível no Portal da Transparência aponta 23 cargos livres de servidores no órgão, sendo 9 para Analista Judiciário e 14 para Técnico Judiciário, nas áreas em destaque abaixo:

Analista Judiciário
1 vaga – Análise de Sistemas
6 vagas – Área Judiciária
2 vagas – Área Administrativa

Técnico Judiciário
14 vagas – Área Administrativa

O relatório mais atual que constata esses dados foi divulgado em abril de 2019.

3. Requisitos dos cargos

Pensando em um futuro concurso TRE RS, os interessados em se candidatar nos cargos de Analista Jurídico, precisam ter formação de nível Superior e diploma, devidamente registrado e reconhecido pelo MEC, nos cursos específicos. Entre as especialidades, o órgão possui áreas como: Análise de Sistemas, Engenharia Civil, Psicologia, Direito, entre outros.

O requisito para os cargos de Técnico Jurídico é possuir certificado de conclusão do ensino Médio. Para os que pretendem uma área especificada, como Operação de Computadores e Programação de Sistemas, é necessário ter a formação técnica.

4. Atribuições dos cargos

Abaixo, destacamos algumas das atividades a serem desenvolvidas, de acordo com cada cargo:

Analista Judiciário – área Administrativa
Executar atividades de pesquisa de legislação, jurisprudência e doutrina; elaborar pareceres técnicos, atos administrativos, informações, relatórios e outros documentos decorrentes da instrução processual, de acordo com a área de atuação; acompanhar e analisar sistematicamente a legislação relacionada com a sua área de atuação; promover o atendimento aos clientes internos e externos.

Analista Judiciário – área de Análise de Sistemas
Executar atividades de planejamento, desenvolvimento, implantação, coordenação e manutenção dos sistemas informatizados; elaborar pareceres técnicos, laudos e relatórios; promover perícias e auditorias de projetos e sistemas de informação; executar atividades relacionadas com o planejamento operacional, a execução e o monitoramento de projetos, programas e planos de ação; acompanhar e analisar sistematicamente a legislação relacionada com pesquisa, experimentação e divulgação tecnológicas.

Analista Judiciário – área de Engenharia Civil
Executar atividades de especificação, elaboração, planejamento operacional, monitoramento, execução, fiscalização e avaliação de projetos de Engenharia Civil; acompanhar e analisar sistematicamente a legislação relacionada com sua área de atuação; promover o atendimento aos clientes internos e externos.

Analista Judiciário – área de Psicologia
Prestar assistência clínica psicológica de aconselhamento e apoio, bem como orientação funcional e profissional; promover diagnósticos e orientações organizacionais; executar atividades relacionadas com processos de desenvolvimento individual, de equipes e organizacional, aprendizagem, perfil funcional e outros aspectos do comportamento humano; executar atividades de avaliação em programas de capacitação e diagnosticar dificuldades de desempenho.

Analista Judiciário – área Judiciária
Executar atividades de análise processual; pesquisar e analisar legislação, jurisprudência e doutrina; elaborar pareceres jurídicos, atos administrativos, informações, relatórios e outros documentos de informação técnico-jurídica; acompanhar as matérias sob sua responsabilidade, propor alternativas e promover ações para o alcance dos objetivos da organização; promover o atendimento aos clientes internos e externos.

Técnico Judiciário – área Administrativa
Executar atividades de pesquisa, organização e armazenamento de legislação, de jurisprudência e doutrina; instruir procedimentos administrativos e elaborar relatórios, informações, atos e documentos internos e externos e outros instrumentos de suporte gerencial, de acordo com a área de atuação; acompanhar as matérias sob sua responsabilidade, propor alternativas e promover ações para o alcance dos objetivos da organização.

Técnico Judiciário – área de Operação de Computadores
Executar atividades de preparação, instalação, operação e manutenção de equipamentos de informática; executar atividades de instalação, operação e manutenção de sistemas e programas de informática, bem como zelar pela guarda da respectiva documentação; instruir procedimentos administrativos e elaborar pareceres técnicos, relatórios, informações, atos e documentos internos e externos e outros instrumentos de suporte gerencial.

Técnico Judiciário – área de Programação de Sistemas
Executar atividades de elaboração de programas de computação, baseando-se nos dados fornecidos pela equipe de análise e estabelecendo processos operacionais que permitam o tratamento automático de dados; preparar os manuais de instruções de operação de sistemas e programas informatizados; acompanhar a implantação e promover a manutenção, a alteração e a ampliação de sistemas; instruir procedimentos administrativos e elaborar pareceres técnicos, relatórios, informações, atos e documentos internos e externos e outros instrumentos de suporte gerencial.

5. Remuneração e Benefícios

Conforme consta no menu Transparência, do site do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul, segue os vencimentos iniciais e finais, de acordo com os cargos, referente ao mês de fevereiro de 2019, sendo o dado mais recente atualizado:

NÍVEL SUPERIOR: Analista Judiciário
Inicial – R$ 12.455,30
Final –
 R$ 18.701,52

NÍVEL MÉDIO: Técnico Judiciário
Inicial – R$ ‬7.591,37
Final – R$ 11.398,39

As remunerações são compostas pelo Vencimento Básico somado à Gratificação de Atividade Judiciária, a GAJ. Além disso, os servidores recebem ainda valores por titulação. Essa gratificação pode variar dependendo do título apresentado pelo servidor ao Recursos Humanos do órgão.

Os trabalhadores também se beneficiam do Auxílio Alimentação, no valor de R$ 799,00/mês.

6. Último concurso TRE RS

O último concurso TRE RS, realizado em 2015, contou com 20.044 inscritos e foi organizado pela banca Cesp. Foram ofertadas 16 vagas para Analista Judiciário e Técnico Judiciário, além da formação de cadastro de reserva para todos os cargos.

A taxa cobrada nas inscrições de nível superior foi fixada em R$ 90,00 e para nível médio em R$ 70,00. Os cargos concorridos foram:

Analista Judiciário – área Administrativa: 1 vaga
Analista Judiciário – área de Análise de Sistemas:
1 vaga
Analista Judiciário – área de Engenharia Civil:
1 vaga
Analista Judiciário – área de Psicologia:
1 vaga
Analista Judiciário – área Judiciária:
5 vagas
Técnico Judiciário – área Administrativa
: 12 vagas
Técnico Judiciário – área de Operação de Computadores (CR*)
Técnico Judiciário – área de Programação de Sistemas (CR*)

*Cadastro de Reserva

7. Etapas do concurso TRE RS

O local das provas e perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência foram realizadas na cidade de Porto Alegre/RS. A aplicação dos exames foram separados por cargos:

Nível médio: turno da manhã, com duração de 4 horas.
Nível superior: turno da tarde, com duração de 5 horas.

8. Provas

A seleção do concurso TRE RS para os cargos foram definidas em provas Objetivas e prova Escrita, ambas sendo de caráter classificatório e eliminatório.

Os conhecimentos exigidos foram nas áreas Gerais e Específicas, cobradas da seguinte maneira:

Conhecimentos Gerais: 20 questões para todos os cargos, peso 1.

Conhecimentos Específicos: 40 questões para Analista e 30 para Técnico, peso 3.

Para todos os cargos nas áreas Administrativas, os candidatos precisaram realizar uma redação. Para as áreas voltadas em Especialidades, a exigência foi na resolução de 2 questões práticas, em torno de um estudo de caso. O peso da Prova Discursiva foi de 2.

9. Disciplinas cobradas

Conhecimentos gerais para todos os cargos

Língua Portuguesa
Noções de Informática
Normas aplicáveis aos Servidores Públicos Federais
Regimento Interno do TRE RS
Código de Ética

Conhecimentos Específicos

Analista Judiciário na área Administrativa:
Noções de Direito Eleitoral
Noções de Direito Constitucional
Noções de Direito Civil
Noções de Direito Processual Civil
Noções de Direito Administrativo
Noções de Direito Penal
Noções de Direito Processual Penal
Noções de Administração

Analista Judiciário na área de Análise de Sistemas
Análise de Sistemas
Noções de Administração

Analista Judiciário na área de Engenharia Civil
Engenharia Civil
Obras e Serviços
Noções de Administração

Analista Judiciário na área de Psicologia
Psicologia Organizacional e do Trabalho
Psicologia Clínica
Ética Profissional
Noções de Administração

Analista Judiciário na área Judiciária
Direito Eleitoral
Direito Eleitoral e Processual Eleitoral
Direito Penal e Processual Penal Eleitoral
Direito Administrativo
Direito Constitucional
Direito Civil
Direito Processual Civil
Direito Penal
Direito Processual Penal
Noções De Administração

Técnico Judiciário na Área Administrativa
Noções de Direito Eleitoral
Noções de Direito Constitucional
Noções de Direito Administrativo
Noções de Administração

Técnico Judiciário na Área de Operação de Computadores
Operação de Computadores
Noções de Administração

Técnico Judiciário na Área de Programação de Sistemas
Programação de Sistemas
Noções de Administração

10. Concorrência

Os cargos mais disputados do último concurso TRE RS foram Técnico Judiciário da área Administrativa com 12.116 inscritos e Analista Judiciário da área Judiciária com 3.529 inscrições. Abaixo é possível verificar as demandas mais detalhadas de acordo com cada cargo:

Concurso TRE RS

Foram disponibilizadas também vagas para cadastro de reserva em Técnico Judiciário – Operação de Computadores e Técnico Judiciário – Programação de Sistemas, que receberam, respectivamente, 363 e 229 inscrições.

11. Nomeações e Posses

As nomeações deram início em 06/05/2016 e as posses começaram a ser tomadas em 06/06/2016. Além das vagas disponíveis, foi ofertado cadastro de reserva para todos os cargos.

Sendo assim, com exceção aos cargos de Analista Judiciário – Psicologia e Analista Judiciário – Análise de Sistemas, todos os outros tiveram um bom aproveitamento nas convocações. Em destaque, 46 nomeações para Técnico Judiciário – Administrativo e 13 para Analista Judiciário – Judiciária.

Quer estudar para o Concurso TRE RS?

Gostou desta oportunidade e deseja começar se preparar agora mesmo? Então, confira os nossos cursos e comece a estudar para 
TRE RS:

CURSO TRE RS

Assinatura Anual Ilimitada*

Prepare-se com o melhor material e com quem mais aprova em Concursos Públicos em todo o país. Assine agora a nossa Assinatura Anual e tenha acesso ilimitado* a todos os nossos cursos.

ASSINE AGORA – Assinatura Ilimitada

♦ Informações do último concurso TRE RS

►Data: 2015
►Vagas: 16
►Cargo: Analista Judiciário e Técnico Judiciário
►Requisito: Nível médio e superior
►Banca: Cesp/UnB
►Edital: Edital TRE RS

Bruna de Andrade
Ascom Estratégia

[email protected]

Receba notícias de Concursos no seu WhatsApp e/ou Telegram!

Cadastre-se clicando no ícone abaixo

Notícias de concursos no seu WhatsApp e/ou Telegram

Fonte Oficial: Estratégia Concursos.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Boletim Concursos.

Comentários