Olá a todos!

Hoje, temos o nosso décimo sexto artigo da série de artigos que trarão para vocês questões das provas do ENEM do ano de 2012 até 2018. Vamos começar com questões do último ano até chegar às questões de 2012.

Ao todo serão 45 artigos que sendo publicados de 3 em 3 dias. 

Então, sem mais delongas vamos aos comentários da questão do ENEM.

Boa leitura.

Prof. Adinoél Sebastião

@adinoel.sebastiao / www.adinoel.com / [email protected]

PACOTE ENEM-2019


PROVA ENEM-2016 – QUESTÃO 91 – TRADUÇÃO LIVRE DO TEXTO

Preâmbulo às instruções para dar corda no relógio

Pensa nisto: quando te dão de presente um relógio, te dão de presente
um pequeno inferno florido, uma prisão de rosas, um
calabouço de ar. 
Não te dão somente um relógio, que os
faça muito felizes e esperamos que dure porque é
uma boa marca, suíço com âncora de rubis; não te presenteiam
somente esse pequeno pedreiro que te atarás à
munheca e passearás contigo. 
Te presenteiam — não o sabem, o
terrível é que não o sabem — te presenteiam um novo pedaço
frágil e precário de ti mesmo, algo que é teu porém não é
teu corpo, que há que atar a teu corpo com sua correia
como um bracinho desesperado pendurando-se em tua munheca.
Te presenteiam a necessidade de lhe dar corda todos os dias, a
obrigação de lhe dar corda para que siga sendo um relógio;
te presenteiam a obsessão de cuidar da hora exata nas
vitrines das joalherias, em um anúncio no rádio, no
serviço telefônico. 
Te presenteiam o medo de perdê-lo, de que
o roubem, de que caia no solo e quebre. 
Te
presenteiam sua marca, e a segurança de que é uma marca
melhor que as outras, te presenteiam a tendência de comparar teu
relógio com os demais relógios. 
Não te presenteiam um relógio, tu é
o presenteado, a ti oferecem para o aniversário do relógio.


PROVA ENEM-2016 – QUESTÃO 91 – COMENTÁRIOS

A questão é de interpretação de textos. A oração que está no enunciado deve ser complementada com umas das alternativas.

Qual oração do enunciado deve ser complementada?

A oração a ser complementada é esta: “Júlio Cortázer transforma pequenas ações cotidianas em criação literária, …”.

Vamos olhar para cada alternativa da questão.

De acordo com a alternativa “A” teríamos a seguinte oração: “Júlio Cortázer transforma pequenas ações cotidianas em criação literária, denunciando a má qualidade dos relógios modernos em relação aos antigos”. ISSO ESTÁ ERRADO. O texto não menciona a má qualidade dos relógios. Ao contrário, o texto menciona que o relógio é de boa marca, suíço com âncora de rubis.

De acordo com a alternativa “B” teríamos a seguinte oração: “Júlio Cortázer transforma pequenas ações cotidianas em criação literária, apresentando possibilidades de sermos presenteados com um relógio”. ISSO ESTÁ ERRADO. O texto não fala de possibilidades de sermos presenteados com um relógio. O texto convida o leitor a refletir sobre o que na verdade é receber um relógio de presente.

De acordo com a alternativa “C” teríamos a seguinte oração: “Júlio Cortázer transforma pequenas ações cotidianas em criação literária, convidando o leitor a refletir sobre a coisificação do ser humano”. ISSO ESTÁ CORRETO. Notem que o texto começa dizendo “Piensa en esto” (pense nisto). O texto começa pedindo para o leitor pensar. Em outras palavras, o texto está pedindo para o leitor refletir. O texto poderia começar dizendo “reflita isto”. Isso vai ao encontro da alternativa quando diz “convidando o leitor a refletir sobre a coisificação do ser humano”.

O que é a coisificação do ser humano?

Resumidamente, a coisificação do ser humano é transformar o homem em meras mercadorias.

No texto, a coisificação do ser humano é mostrada quando informa que você que ganhou o relógio e não é o presenteado. Mas ao contrário, quem ganhou o presente foi o relógio. Ou seja, você foi o presente do relógio. Se você foi o presente do relógio, você é uma mercadoria. Você é uma coisa.

Então, na parte final do texto apresentado, o autor (Júlio Cortázer) convida o leitor a refletir sobre a coisificação do ser humano”.

De acordo com a alternativa “D” teríamos a seguinte oração: “Júlio Cortázer transforma pequenas ações cotidianas em criação literária, desafiando o leitor a pensar sobre a efemeridade do tempo”. ISSO ESTÁ ERRADO. O texto não fala sobre a efemeridade do tempo.

O que é efemeridade?

Efemeridade é algo relativo a pouca duração. É aquilo que passa rápido. É aquilo que é transitório. É aquilo que é temporário.

O texto convida o leitor a refletir sobre o que na verdade é receber um relógio de presente.

De acordo com a alternativa “E” teríamos a seguinte oração: “Júlio Cortázer transforma pequenas ações cotidianas em criação literária, criticando o leitor por ignorar os malefícios do relógio”. ISSO ESTÁ ERRADO. O texto não apresenta críticas do autor em relação ao leitor. O texto convida o leitor a refletir sobre o que na verdade é receber um relógio de presente.

Resposta: C

Fonte Oficial: Estratégia Concursos.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Boletim Concursos.

Comentários