O novo diretor da Polícia Federal, Rogério Galloro, tomou posse na manhã desta sexta-feira, 2 de março, durante cerimônia realizada no Ministério da Justiça, em Brasília. Na ocasião estavam presentes o ministro da Segurança Pública, Raul Julgmman, e o ex-diretor da PF, Fernando Segovia.

Em seu discurso de posse, Galloro não comentou sobre a contratação de 500 novos Policiais Federais, vagas já anunciadas pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública, e se limitou a falar apenas que a Operação Lava Jato “continua forte”.

Ainda na coletiva que concedeu esta semana, o Ministro da Segurança, Raul Julgmman, anunciou medidas emergenciais para o plano de atuação do novo Ministério. Uma delas é abrir a realização de Concurso Público para a PF e para a PRF, com 1.000 vagas já autorizadas.

Galloro ocupava o cargo de secretário nacional de Justiça, órgão do Ministério da Justiça, mas o seu nome já era cotado para a direção da PF desde o fim do ano passado, quando Leandro Daiello deixou o comando da PF após quase sete anos.

Cargos vagos na PF

O delegado Clyton Eustáquio Xavier, diretor de Gestão de Pessoal da Polícia Federal, afirmou ainda no mês passado que a corporação possui 628 cargos vagos para delegados e outros 2.242 para agentes da Polícia Federal.

Além do déficit de delegados e agentes, o diretor de Gestão de Pessoal aponta 107 cargos vagos de peritos criminais federais, 917 de escrivães, 116 de papiloscopistas e 387 de agentes administrativos.

Simulado PF – Inscreva-se Grátis!!

concurso policia federal

Fonte Oficial: Estratégia Concursos.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Boletim Concursos.

Comentários