Está mais do próximo do que nunca a realização de concurso público da Defensoria Pública da União (Concurso DPU) para o cargo de Defensor Público Federal. A comissão responsável pela seleção continua trabalhando para divulgar em breve a abertura de concurso para Defensor Público Federal.

De acordo com a publicação do Diário Oficial da União do dia 14 de março, o órgão deu um parecer favorável ao organizador do novo concurso público do órgão. Trata-se do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), mais conhecido como Cespe/Unb, possível organizador deste concurso.

De acordo com o setor de recursos humanos, o número de vagas do Concurso DPU para Defensor ainda não foi definido. Para definir este detalhe, será necessário um parecer da administração superior do órgão.

O Concurso DPU 2017

O concurso da Defensoria Pública da União para o cargo de Defensor vem sendo aguardado desde o dia 05 de setembro do ano passado, quando o defensor público geral federal do órgão, Carlos Eduardo Barbosa Paz, publicou a portaria (561/2016), que forma a comissão responsável pelo concurso do DPU.

De acordo com a portaria, a comissão é composta pelos seguintes membros: Fernando Mauro Barbosa de Oliveira Junior (diretor da escola superior da DPU), Marcello Terto e Silva (conselheiro federal da OAB); Armando Moutinho Perin (o conselheiro seccional da OAB no Rio Grande do Sul), Douglimar da Silva Moraes (defensor público federal – membro suplente da comissão) e Letícia Sjoman Torrano (defensora pública federal – suplente da associação). A presidência da comissão é do defensor público federal geral do órgão.

Para concorrer ao cargo de Defensor, o candidato deverá ter nível superior em direito e registro na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). Além disso, ter pelo menos três anos de atividade jurídica é requisito para tomar posse no cargo de Defensor. O salário inicial do cargo chega a R$ 17.788,33.

Último Concurso

O último concurso da Defensoria Pública da União (Concurso DPU) aconteceu em 2014, quando contou com a oferta de 58 vagas. O Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe) coordenou o certame, que contou com as etapas de provas objetivas, dissertativas, oral, títulos e sindicância de vida pregressa.

A prova objetiva contou com 200 questões, sendo divididas em quatro blocos, com 50 questões cada. A prova objetiva contou com questões de direitos administrativo, civil, empresarial, direito do consumidor, processual civil, direito tributário, direito penal, direito processual penal, penal militar, processual penal militar, direito eleitoral, direito do trabalho, processual do trabalho, direito previdenciário e  da assistência social e princípios institucionais da Defensoria Pública, direito constitucional, direito internacional, direitos humanos, filosofia do direito, noções de sociologia jurídica e noções de ciência política.

A segunda fase do concurso contou com uma questão e uma peça judicial também para cada um dos quatro grupos de matérias.

Notícias Concursos

Fonte Oficial: http://noticiasconcursos.com.br/concurso-dpu-2017-defensor/.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do Boletim Concursos.

Comentários